(51)3224-8400
Dólar: R$3,792 | Taxa Selic: 6,75% | Salário Mínimo: R$998,00
img-responsive

Dólar sobe alinhado ao exterior com Previdência e Tesouro no radar

Dólar sobe alinhado ao exterior com Previdência e Tesouro no radar

O dólar opera em alta frente ao real na manhã desta quinta-feira (10), acompanhando a correção da moeda americana no exterior e em um movimento de ajuste depois da queda acumulada em 6,10% em sete das últimas oito sessões, de acordo com o AE Dados.

Uma moderada cautela é vista nos mercados globais em meio a preocupações com a paralisação parcial da administração federal americana – ainda sem uma solução à vista -, a frustração com a falta de resultados concretos nos comunicados dos Estados Unidos e da China sobre as conversas a respeito das divergências comerciais e também a depreciação do petróleo, que realiza lucros após oito sessões de valorização.

Às 9h22min desta quinta-feira, o dólar à vista subia 0,12%, a R$ 3,6876. O dólar futuro de fevereiro estava em alta de 0,19% neste mesmo horário, a R$ 3,6925.

Preocupações com uma desaceleração global se renovam também depois de dados de inflação da China aquém do esperado em dezembro e de a ata do o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), divulgada na quarta-feira, 9, ter indicado que a equipe de economistas da instituição avalia que, com a alta dos juros em dezembro – a quarta em 2018 -, a taxa dos Fed funds pode estar próxima do nível neutro. Os juros dos Fed Funds estão na faixa de 2,25% a 2,50% ao ano.

Em relação ao “shutdown” norte-americano, segundo fontes da Casa Branca, o presidente americano, Donald Trump, poderá cancelar sua participação no Fórum Econômico Mundial de Davos, que começa no dia 22, se a paralisação parcial do governo não for revertida até lá.

Internamente, as discussões sobre a reforma da Previdência, assim como eventuais novidades do governo de Jair Bolsonaro, continuam sendo monitoradas pelos agentes econômicos.

 

Fonte: Estadão conteúdo.